O dia amanhece ensolarado em Paris. Um lindo dia. Mais um dia nesta cidade que aos poucos vou redescobrindo com a maior satisfação. Nesta quarta-feira iniciam as liquidações nas lojas com descontos que vão de 50% a 70%. Como estou cada vez menos consumista não me deixo contagiar por elas. Os preços até que ficam ainda mais interessantes nas lojas como H&M, Zara, Gap e Banana Republic, as mais populares. Nas outras, só mesmo para olhar e apurar o bom gosto. Paris tem também as suas mazelas. A França está em crise, com mais de 10% de desempregados, e Paris sofre, acho eu, um pouco menos, porque tem muitos turistas. A cidade está suja, e a primeira observação que as pessoas que moram aqui fazem é para tomar muito cuidado com a bolsa, na rua e no metrô. Ladrão é o que não falta, também, por aqui. O motorista parisiense também é mal educado no trânsito. Estar atento, muito atento, ao atravessar as ruas, é preciso para evitar acidentes. Enfim, cuidado nunca é demais. Tirando estes detalhes, o resto é puro desfrute. Estou em Paris com este objetivo. Refrescar a mente e me preparar emocionalmente para o lançamento do livro W Crônica de um tempo, que o editor executivo, Robson Regato, está finalizando e que vai para a gráfica em meados de julho. No início da noite que é tarde no Brasil compartilho mais flashes de minhas andanças pela Cidade Luz. A bientôt ! (WD)