E o sonho se realiza. Aqui em Stuttgart, onde cheguei no final da tarde, aqui são cinco horas a mais, com o amigo e compadre Lire de Sales, numa conexão de Amsterdã, onde aterrissamos ao meio dia e tomamos chá de aeroporto. O Schiphol é uma atração. É enorme. A viagem de São Paulo a Amsterdã pela KlM rolou agradável. O cardiologista Carlos Lima me sugeriu o Frontal, tomei um comprimido logo após o jantar e dormi pelo menos umas oito hoas horas. Acordei para o café da manhã. Enfim, a viagem transcorreu perfeita. Para variar, rs…esqueci o cabo do lap top e nesta sexta-feira cedo vou comprar um para carregar a bateria. Afinal, como havia prometido, pretendo compartilhar fatos e fotos desta viagem que está apenas iniciando. Obviamente que hoje estou cansado das quase 24 horas dentro de aviões e aeroportos. Nada que uma boa noite de sono não resolva. Volto a repetir: viajar é a melhor coisa do mundo. E esta minha viagem, que antecede o lançamento do livro W Crônica de um Tempo, será melhor ainda porque vou compartilhar impressões de todos os lugares por onde eu passar e que achar interessante. Sou cabalista e este exercício tem me proporcionado muita satisfação interior. Não há nada mais iluminado do que compartilhar. (WD)