A camiseta da Feijoada do Willy 2018, como era esperado, começa a circular em sociedade e vai despertando a vontade nas pessoas que curtem um programa descontraído, de estar em um lugar bonito, o Mirante da beira do Rio Paraíba é um desfrute e se o dia estiver ensolarado, eu creio que estará, o meu santo é forte…rs… será irrepreensível, abrilhantada com boa música, boa bebida, boa comida, gente bonita e descolada, de todas as faixas etárias,  e atrações variadas, renovando sempre, inseridas na edição deste ano para entretenimento dos convidados, que vão adorar o clima da festa. Estou mais organizado e por conta disso as etapas do evento vem sendo cumpridas com sucesso. Messias Venturine me assessora na logística do happening, Daniel Silverio cuida da administração e este ano Manira Andery, Rose Odashima e Cidinha Menichelli, as duas primeiras já foram devidamente apresentadas, e chegou a vez de Cidinha vestir a camiseta e, bela, posar para o meu Sandung8 revelando a sua joie de vivre que é inconfundível. Do ano passado para cá tenho convivido mais com a Cidinha e gosto muito dela. De seu bom astral. Tanto que a convidei para somar conosco nessa nova etapa, a da venda das camisetas. Temos mais de 40 dias para reunir um time maravilhoso de amigos. Fazemos a nossa parte e o universo faz a dele. E quando chegar o dia 26 de maio tudo estará no seu devido lugar, com o Mirante preparado para receber cerca de 500 convidados celebrando a vida.  A estrutura que Valdir Stilhano monta na cozinha é a mais profissional. No ano passado mostrou que é caprichoso. Quem esteve na feijoada do ano passado e gostou, com certeza não vai perder a edição de 2018, porque, adianto, será a melhor de todas. Adoro promover festas, sem falsa modéstia, o maior festeiro do Alto Tietê, e como profissional da área, torna-las cada vez mais interessantes, pautadas pelo bom gosto. Confesso, tenho um respeito muito grande por aqueles que acreditam em meu trabalho e me prestigiam porque sabem que não faço porcaria. Hoje, mais do que nunca, sou profissional e me cerco de gente construtiva. Continuo me lapidando neste sentido. Afinal de contas, evoluir é preciso para se manter no podium como formador de opinião. E, como era esperado, a Feijoada do Willy 2018 vai se consolidando com sucesso.  Somamos em positividade.