Armindo e Judith Freire, de Guararema, um casal que conheci logo que cheguei em Mogi das Cruzes para trabalhar como cabeleireiro e do qual me tornei grande amigo, elegantes, como de costume, na festa dos 5 anos do Caderno W, quando tive a oportunidade de homenageá-los, assim bem como seu filho Plínio e a nora Mirian, com o troféu Itapety, como uma das famílias que vão constar em destaque no livro W Crônica de um Tempo. Eles representam os casais que atravessam os anos cultivando com desvelo a chama do amor. Eu diria que são almas gêmeas. Um bom exemplo para os jovens casais de hoje. Com respeito e admiração se atravessa décadas cultivando o amor verdadeiro que o tempo só faz consolidar. (WD)

Armindo e Judith
Armindo e Judith