O meu sábado rolou memorável. Olha, que na estrada há quase 43 anos, me surpreendo com os fatos, que se renovam, e adquirem a importância devida. Hoje, a tarde estiquei até Itatiba, mais precisamente a belíssima Fazenda Vila Rica, especialmente para assistir ao casamento da linda Mayne, filha de Heloisa Sanchez e Wander Putinato. E não me arrependi, olha que já fui em algumas centenas de casamentos, primeiro porque me encantei pela fazenda, muito bonita, com detalhes que remetem ao século passado e retrasado, como os calçamentos com paralepipedos, rústicos, e depois foi emocionante ver a Mayne ser conduzida ao altar, incrustrado entre palmeiras imperiais, num tarde linda,  pela mamãe, Heloisa,  e pelo maninho, Davi, e lá ser recebida pelo amor da sua vida, Oscar, e ficar diante de seu pai, Wander, que oficiou a cerimonia religiosa e o fez com palavras sinceras, casando a filha, um privilégio, sentindo-se honrado pela oportunidade de celebrar uma linda história de amor, Mayne e Oscar se conheceram na escola, amor de adolescente que fica maduro, consciente na juventude. Mayne estava linda. Vestiu uma criação de Lucas Anderi e a sua joie de vivre a deixou ainda mais exuberante, happpy, porque é naturalmente encantadora. As declarações de amor que fizeram um para o outro no altar não poderiam ser mais bonitas. Plenas de sinceridade. Confesso, me emocionei com a história do amor que os une. Do religioso, os padrinhos e os noivos, acompanhados dos convidados seguiram para um salão de festas, bonito, chique, propício para comemorações em grande estilo, como o casamento de Mayne e Oscar. Com boa bebida, boa comida, by Julio Perinetto Gastronomia, de São Paulo, e boa música, Jazz e Dj agitando os mais animados, a pista de dança ficou cheia. A festa rolou animada. Olha, foi uma das  mais belas em que já estive.  Coquetel e jantar irrepreensíveis. Cheguei as 16 horas e só deixei a festa, as 20h30, que estava no auge, sai em estado de graça, porque tinha que pegar a estrada de volta para casa. Manira, Marcos e eu retornamos comentando sobre a categoria da festa. Só elogios. Sem senões. De Mogi das Cruzes, a família, e os amigos da avó materna da noiva, Maria Cristina Passoni, Isabelle e José Antonio Cuco Pereira, e Paola Biaia. Cheguei em casa em estado de graça e, como não poderia deixar de ser, enquanto não recebo as fotos  de Marcos Vieira, sentei ao laptop para compartilhar as primeiras impressões, e como sempre uso o  Sansung8 para registros mais rápidos, escolhi duas fotos, a da noiva chegando ao altar com a mamãe e o maninho, e outra quando deixava com o seu amor, Oscar, e ambos, pode-se perceber, radiantes. Felizes por terem realizado mais um sonho muito sonhado em suas vidas. Mayne e Oscar moram em São José dos Campos e foram devidamente acarinhados pela família e amigos. A celebração esticou-se até de madrugada. No elegante cardápio anuncio de lanchinho, com minicheeseburguer de picanha com maionese artesanal & batata frita,com milk-shake de Ovomaltine para os mais animados.