Confesso, curto uma boa nostalgia. Voltar no tempo e recordar momentos que emocionam gera corrente de energia positiva porque constato que houve momentos devidamente desfrutados com joie de vivre. Momentos marcantes. Como a festa a fantasia que idealizei na Loft, celebrando o nascimento do Caderno W, com Adelaide Gomes, ainda era sócio de Áurea Lombardi e Chris Siqueira na WA, e os meus 32 anos de colunismo social. Uma festa  linda, que, aliás, está registrada no livro W Crônica de um Tempo que nos próximos dias irá para a gráfica ganhar uma nova capa- foto de Renato Moretti, a mesma que a G Cabral ampliou para o hall de entrada do salão do Clube de Campo. E nessa festa teve um gato, o amigo querido que não vejo há anos, Gê Barbosa, que morou muitos anos em Mogi das Cruzes trabalhando com o estilista José Vitor Zerbinato, no tempo da Madame X, e voltou para a sua terra natal, Piracicaba. Não nos perdemos de vista porque temos o Face como ponte de ligação. Dizem Gê que quem bebe da água da biquinha, em Mogi, jamais a esquece…rs… O carnaval está chegando e fica como sugestão ao folião que vai ao Abre Alas, do Clube de Campo, essa linda maquiagem com plumas pretas. O gato Gê é o modelo. Que está também na capa da página do Face do Caderno W, com Cidinha Pires e José Vitor Zerbinato.

Gê Barbosa
Gê Barbosa