Nostálgico por conta da edição de meu novo livro, o terceiro, agora autobiográfico, estou escolhendo o nome, mexo no arquivo fotográfico, que é realmente implacável. Olha a foto que encontrei, eu cumprimentando dona Dulce Figueiredo, casada com o presidente João Baptista de Oliveira Figueiredo, em Brasilia, Inicio dos anos 80,  onde ocorreu um encontro de colunistas do Brasil  e eu era o único do interior presente, organizado pela colunista social Consuelo Badra. Voltei no tempo e a sensação foi tão boa a ponto de querer compartilhá-la com os webleitores. Recordar, realmente é viver. Estou experimentando essa gostosa sensação e me realizo como colunista social.