Viver na Shalom é uma benção. Em 1987, morava em cima do Willy Studio, ao lado do Teatro Vasques, quando o amigo, o arquiteto, Newton Marcos Gasparini, me sugeriu mudança para a casa, uma das 4 da família Burke, morava numa, na estrada da Pedreira, na Vila da Prata, mudei em setembro e lá permaneci até maio de 1997, claro, pegando o gosto de morar na roça…rs…a casa era alugada e quando chegou a hora de decidir se a comprava ou saia…em 1995 achei a Shalom, amor a primeira vista, e para cá mudei em maio de 1997. Projeto da Mikura. Confesso, sou um privilegiado. E agradeço a Deus todos os dias pelo presente. Quando vim morar na Shalom a estrada era de terra, uma aventura nos dias chuvosos. Desde 2001 tenho asfalto na porta. Na hora da compra, não me esqueço, fui tomar um café com o prefeito Waldemar Costa Filho, e pedi sua opinião sobre a localização da chácara. Chamou o Tadeu Candelaria e lhe perguntou, não é essa a estrada, av Castelo Branco, que vamos asfaltar? Essa e a do Nagao? Sim respondeu ele. Um acordo com o governo do estado, que havia asfaltado o Tabor e ele assumiu as 2 estradas, que foram asfaltadas. Concluindo, me disse, pode comprar a chácara, e a comprei e nela vivo feliz compartilhando sempre a positividade que me oferece. Cenas como essa, da foto, que me encanta pela simplicidade. Adoro viver na Shalom, respirando o ar puro do campo. E nessa vibe dou o meu Bom dia aos amigos, aos conhecidos e aos que curtem o.meu trabalho e não conheço. Vale a boa energia que se forma. Na sintonia do bem.