Acordo tranquilo, dormi bem, e num colchão maravilhoso da loja Arrumando a Casa, portanto, refeito energeticamente, nesta segunda, dia 9 de julho, feriado, e penso na semana agitada que vou ter…rs… e me preparo emocionalmente para cumprir os compromissos, de trabalho e lazer. Estou feliz e isso é o mais relevante.  Tiro tudo de letra…rs… No seu devido tempo. A maturidade me trouxe a paciência. Cuido editorialmente do Caderno W sempre renovando o seu conteúdo com boas notícias, porque pra ver notícias ruins é só ligar a tevê. Confesso, evoluo feliz com os bons resultados do trabalho de colunista social, um profissional em extinção…rs… há alguns anos, também na mídia digital.  Sou um visionário…rs… Aliás, fui eu quem começou em Mogi toda essa história de Internet,  comprovando o fato, o lançamento do  site Willyvirtual na Feijoada do Willy de 2000. Há 18 anos. Olha, é tempo…rs…No ano seguinte sairia do jornal Diário de Mogi, em junho, após 26 anos de trabalho, iniciando uma nova história, com capítulos que continuam sendo escritos desde então. O Caderno W completa 11 anos em agosto, e, como não poderia deixar de ser agilizo uma merecida celebração com a participação dos amigos e parceiros que somam comigo. Em julho de 2016 decidi assumir integralmente o comando do Caderno W e de lá para cá, ultrapassando os obstáculos, que, aliás, continuam sendo vencidos um a um e nesse mister, quero fazer um agradecimento especial a amiga e advogada, Marinete Mendonça. Costumo observar com amigos que percebo que as pessoas de um modo geral amam coisas bonitas, de bom gosto, elegantes, sofisticadas, enfim, ingredientes esses que sempre utilizo, ao longo de quase 43 anos, em meus registros sobre momentos marcantes em sociedade, obviamente protagonizados por pessoas que o universo coloca em meu caminho. Já disse e repito, cumpro a missão que me cabe de registrar os fatos mais relevantes com estilo forjado no exercício diário de observar os fatos e pessoas e registrá-los com positividade gerando um gostoso clima de estou sendo valorizado. Creio, e tenho comprovado, que a palavra tem poder.  E quando bem alinhava então gera um indizível bem estar.  Neste quesito, modéstia a parte, me considero um PhD. Ah! voltando a realidade…rs… na próxima quinta, o  dia verdadeiro…rs… de meu aniversário, 12 de julho, devo sair para jantar, ainda não decidi se permaneço em casa ou saio para jantar fora, e no dia seguinte, 13 de julho, estico até São Paulo para dar um beijão na amiga, Claudia Metne, pelo seu aniversário, que, estou sabendo, será comemorado em grande estilo, com uma bela festa no salão do edifício onde reside na Vila Nova Conceição. E, gentil como é, me avisou que, como na festa do ano passado, irá colocar um velinha para mim. Vou adorar. Não bastasse esse acarinhamento gostoso- é muito bom querer bem e ser querido na mesma intensidade- ele continua no dia seguinte, no sábado, quando subo a Mantiqueira com destino a Campos do Jordão para estar alguns dias com os amigos queridos, Mirian e Plinio Freire, que tem um linda casa nos Alto do Capivari. Quer melhor energia que essa, a do amor, fechando a semana do meu aniversário? Não há. Thank´s God. E,  como não poderia deixar de ser, compartilharei no Caderno W os melhores momentos destes meus merecidos dias de “ dolce far niente”, unindo o útil ao agradável. Em julho Campos do Jordão está efervescente. É a temporada de inverno. E o olhar de jornalista não descansa. E, para ilustrar esse texto, que, inicialmente, era para ser de poucas palavras…rs…não adianta, sou prolixo…rs… pinço no arquivo esta bela foto da festa de aniversário de Claudia Metne, no ano passado, em seu apartamento. Em companhia de Silvia Salti, Dani Alabarce, da adorável anfitriã,  Claudia, Gloria e Ovadia  Saadia. Vamos repetir a dose este ano.