Passeando os olhos pelo arquivo fotográfico encontro fotos que me fazem voltar no tempo, recordo bons momentos. Para mim, colunista social há quase 43 anos, engrenar uma sessão nostalgia é prazeroso. Assim mexo nas boas lembranças e com satisfação as compartilho  com o intuito de obter boa qualidade vibracional. Hoje, me considero um artesão das palavras obtendo delas uma energia que é percebida, que, aliás, é o diferencial, valoriza quem é focalizado. Portanto, ser notícia no Caderno W é uma questão de prestigio. Na recente passeada de olhos pelo arquivo, encontrei esta foto de José Carlos Muller da Silveira e Theresinha, que deve ter uns 30 anos ou mais. Uma bela foto. Aliás, digna de porta-retrato. Sou testemunha, um casal querido em sociedade que com a maior satisfação vou inserir nas histórias que estou selecionando para o livro de Memórias. Amigos de long time.