Eu realmente adoro o que faço, observar a vida em sociedade e dela registrar os melhores momentos, e alguns, infelizmente, tristes, como a partida de queridos, como ocorreu recentemente com o amigo e irmão, Roberto Pires. E nesse mister de registrar os fatos mais relevantes, há alguns anos, conto com o apoio de uma boliviana, de nascimento, mas mogiana de coração, Maria Salas Barreira. A conheci quando fui trabalhar no Mogi News, em 2002, e, durante todo o tempo que permaneci lá, foi uma assessora nota 10. Em junho de 2007 decidi deixar o Mogi News, partir para o projeto do Caderno W, ela um tempo depois também o deixou, foi para o Diário de Mogi, onde trabalhei durante 26 anos, sem dúvida, a minha melhor escola. Tínhamos muitas coisas em comum e Maria Salas veio para o Caderno W somar comigo na edição tanto do jornal impresso como do digital e costumo chama-la de fiel escudeira. Estamos neste final de semana fechando a edição de agosto do Caderno W,  que celebra os seus 11 anos, com a participação de amigos queridos, que formam elos de uma corrente que se alonga com positividade. Observo com os amigos mais próximos, o que seria do Willy sem a Maria? Ela sabe que trabalho, não a sobrecarrego, e alinhavamos há alguns anos um jornal diferenciado que prima pelo bom gosto, elegância e civilidade, essas 3 palavras fazem parte de meu portfolio de colunista social, devidamente lapidadas através do tempo. Concluindo, Maria soma com o trabalho que realizo e piano, piano, construímos um trabalho diferenciado. Pois bem, essa mulher, jornalista, casada com um jornalista, Alexandre Barreira, e mãe de duas meninas, Julia e Duda, está rasgando folhinha no calendário, neste sábado, e como é festeira, é claro que não vai deixar a data passar em brancas nuvens e arma uma comemoração na casa de seus pais, para onde devem convergir todos os que gostam dela na noite de hoje. Parabéns, Maria. Que Deus continue te abençoando e que você jamais perca a sua joie de vivre. Na foto, com o seu amor, Alexandre, quando chegavam à comemoração dos meus 42 anos de colunismo social no Club Med Lake Paradise, exibindo o sorriso que eu gosto de ver cada vez que a encontro. Parabéns, Maria. Ah! me esqueci, ela está completando os 40 anos. É um marco.

A Festa Willy | 42 anos