Eu nutro um carinho muito especial pela Mara Picolomini Bertaiolli. É filha da doce Amália e do saudoso Sergio Picolomini, que gostava muito de mim, fomos amigos. É preciso dizer mais alguma coisa? O bem querer vem lá detrás. Acompanho a sua trajetória no universo político sempre colaborando com o marido Marco Bertaiolli, agora, o nosso deputado federal, e sempre a prestigiei em suas atividades como primeira dama, e foi notável como tal. Impar. Mara é uma mulher naturalmente bela e uma camaleoa,  quando se sofistica paras a minhas festas polariza as atenções. Hoje, 6 de fevereiro, ela rasga folhinha no calendário e como não poderia deixar de ser ganha cumpris especiais do Caderno W, que, aliás, tem sido a sua passarela. Há dia postei uma foto dela e Marco , em Brasilia, e hoje volta a ser notícia em companhia dos irmãos, Renata, Sergio, o Picô, e Luciana, uma bela foto, por sinal, com todos na mesma sintonia, unidos pelo amor fraternal. Parabéns, Mara. Que os seus sonhos se tornem realidade nesse novo ano de vida que está iniciando. Sou teu fã.