O feriado de 7 de setembro, passou, ontem, fui, com a amiga, Manira Andery,  matar a saudade da comida do Pé de Jaca e tive mais uma vez a satisfação de desfrutar das companhias, sempre agradáveis, de Angela e Joaquim Custódio. Ele tem uma mesa redonda , com tampo giratório, reservada em seu nome- lembrei, voltei no tempo, ao Lee Restaurante, na dr. Deodato, no final dos Anos 70 e início dos 80, que tinha mesas com esse design, revestidas de fórmica, coloridas-  que só é ocupada pelos fregueses quando a casa fica com lista de espera. O Pé de Jaca tem como diferencial, é frequentado por famílias, que curtem a sua localização, estar no meio do mato, e as crianças adoram. Eu soube que no domingo passado o Pé de Jaca bombou para a satisfação de Eliana França, que comanda magistralmente a cozinha e de André França que trabalhou dobrado grelhando carnes. Ontem a casa estava movimentada, com a varanda cheia, mas André conseguiu sentar um pouco conosco, na mesa redonda…rs… e sempre rola uma prosa divertida. E rolou uma foto…rs…Os bons momentos valem a pena ser registrados, porque no futuro se constituirão em boas lembranças. Eu, como colunista social, que o diga. Celebrando a vida. Celebrando as boas amizades.

Encontrei os amigos, Lígia e Washington de Azevedo Motta, gosto de conversar com eles, ela bonita e inteligente, e dona de uma bela voz, quem já a viu cantar sabe do seu talento, que, aliás é uma de suas terapias, é uma guerreira e com o marido exercitam o amor com o filho Gabriel. Washington aniversariava ontem e foi brindado com petit gateau com sorvete, velinha e parabéns à você. Eu como fotógrafo, péssimo…rs… Um carinho da casa, onde sempre é muito bem vindo.