Quem me conhece sabe o quanto fico ansioso ao realizar um evento. A Feijoada do Willy 2019, a 23ª edição, está chegando, ocorre não no próximo sábado, no outro, dia 25 de maio. Aguenta coração…rs… Esse estresse Já faz parte da minha rotina…rs…e tento transformá-lo em positividade agilizando o que tem que ser agilizado, a divulgação, o convite aos amigos, despertando nas pessoas vontade de participar do evento, enfim, criando boas expectativas. É um aprendizado constante. De cabeça, confesso, não saberia enumerar todas as comemorações que já realizei ao longo de quase 44 anos.  Perdi a conta…rs…Iniciando a edição de meu novo livro, o de Memórias, volto no tempo e recordo os momentos mais relevantes, os mais marcantes, em minha bem sucedida trajetória de colunista social e festeiro, histórias bem vividas, em festas, em Mogi das Cruzes, no Club Hippopotamus, Paddock,  Gallery e Leoppoldo, em São Paulo, no The View, em New  York, e na brasserie La Coupole, em Paris, só para citar alguns…rs…

Quem acompanha a minha trajetória sabe o quanto sou inquieto profissionalmente. Quando em 2003 decidi que não queria mais ser cabeleireiro, me realizei como tal à frente do Willy Studio, para me dedicar de corpo e alma ao jornalismo, ao site Willyvirtual, que havia lançado na Feijoada do Willy 2000, o embrião do Caderno W, fui pioneiro na área, sabia o que estava fazendo. Mudança faz parte da minha personalidade. Em julho de 2001 decidi deixar o jornal Diário de Mogi, após 26 anos de trabalho, e não fiquei parado. Hoje, reconheço foi a minha melhor escola.

Na época, já tinha, há alguns anos, a WA com Aurea Lombardi e Chris Siqueira, e dois meses depois, estava com elas, pensando no que ia fazer da vida…rs… quando recebi um telefonema de João Manoel Beraldi de Almeida me convidando para ter uma coluna no jornal A Semana. Não pensei duas vezes. Aceitei o convite e a minha coluna em duas páginas foi lançada com coquetel no restaurante Four  Seasons. Momento impar. E permaneci um ano no jornal A Semana até surgir a oportunidade de ir para o jornal Mogi News, a convite de Luciano Ornellas, editor, que acompanhou o meu trabalho e achava que eu tinha perfil para escrever diariamente. E lá permaneci até 2007. E mudei novamente. Surgindo dois meses depois o Caderno W, que mais recentemente sofreu uma nova mudança. Evoluir é preciso.

Como se pode perceber o jornal A Semana faz parte da minha história e com a maior satisfação vou à comemoração que Fabiola e Muriel Pupo armam para o dia 15 de maio, no salão do Clube de Campo, para celebrar os 21 anos de fundação do jornal. Embalado pelo sentimento de gratidão. Parabéns!

O staff do jornal A Semana: Rafael Alvarenga, Ana Garcia, Fabiola Pupo, Marcel Pupo, Robson Baltazar, Evandro Maia, Muriel Pupo e João Manoel Beraldi de Almeida