De olho na comemoração dos meus 44 anos de colunismo social, que ocorrerá, já decidi, no dia 22 de novembro próximo, no La Vince, resolvi dar corda a nostalgia, abro o meu implacável arquivo fotográfico com o intuito de gerar um gostoso clima de expectativa em torno do evento que terá como tema o meu terceiro livro, o de memórias, Tô Lembrando, que começa a ser elaborado com o maior carinho, me permitindo criar a Galeria da Saudade, já subi duas, e pretendo até o dia da festa compartilhar mais algumas dezenas, fotos tenho para isso…rs… despertando nas pessoas uma gostosa nostalgia, com registros, muitos inéditos, revelando pessoas e famílias relevantes em minha trajetória, celebrando a amizade em grande estilo, gerando uma restauradora energia. Afinal de contas, recordar é viver.

O “ Tô Lembrando”, volto a repetir, será um livro recheado de boas histórias e seleciono 30, dos meus 44 anos de colunismo social,  para compartilhar no dia da festa, celebrando a alegria de viver e conviver em sociedade. A obra será lançada, se Deus quiser, e Ele quer…rs…em novembro de 2020 quando completo os 45 anos de colunismo, e penso em uma festa black tie. Será o convite. Sonhar é preciso.

Passeio os olhos pelo arquivo, dou um trato nas fotos, corto, valorizo a cor e o brilho, e, confesso, tenho me emocionado com os registros de uma época não tão distante, elos, sem dúvida, de uma corrente que se alonga através do tempo e me permite agora compartilhar. Na 3ª Galeria, reúno fotos variadas, com destaque para as mulheres que escolhi como elegantes, em 1977, época que era moda se fazer a lista das 10 mais. Bons tempos.