avatar

Ana Carolina Antunes

Médica especialista em dermatologia pela Sociedade brasileira de dermatologia. Pós graduação em Cosmiatria (estética) e Tricologia (cabelos)/ Unhas

Medicina do esporte em Mogi das Cruzes

7 de agosto de 2017 | Ana Carolina Antunes

Mogi das Cruzes e região essa semana ganha mais um profissional voltado a medicina do esporte.

Excelente dica para quem se dedica as praticas esportivas ou quer se preparar para o verão:

 

Dr Bruno Lima atua na área de

Medicina esportiva / ortomolecular / nutrologia / perfomance / emagrecimento /

O Médico do Esporte atua tanto na avaliação do sistema ósteo muscular e no tratamento conservador de lesões decorrentes da atividade física quanto em aspectos clínicos da saúde unindo os conhecimentos das Ciências da Saúde aos da Fisiologia do Exercício, no intuito de possibilitar uma adequada avaliação e orientação para a prática de exercícios físicos desde o atleta de alto rendimento e de equipes profissionais das diversas modalidades esportivas até paciente que necessite de estratégias de reabilitação decorrentes de doenças crônicas como acometimentos osteomusculares , reumáticos e cardíacos passando também pelo paciente praticante de atividade física para prevenção de doenças e melhoria da qualidade de vida.
O profissional em medicina esportiva irá implementar estratégias pela influência do exercício físico na saúde prescrever , orientar e individualizar o exercício para as diversas faixas etárias seja ela crianças e adolescentes , adultos ou idosos da maneira mais adequada.

Além disso, a terapia ortomolecular tem a finalidade de repor minerais, vitaminas e corrigir e eliminar os radicais livres (que causam envelhecimento das células) no organismo. É baseada no equilíbrio das funções vitais do corpo e trabalha com substâncias naturais e reeducação alimentar .
A nutrologia esportiva é a modalidade médica que tem por objetivos promover saúde e melhorar a performance dos atletas, tal como melhorar a recuperação depois dos exercícios.

 


Peeling de diamante, saiba mais!

2 de agosto de 2017 | Ana Carolina Antunes

  1. Convidei a esteticista Catia Miranda para nos contar um pouco sobre o Peeling de Diamante, um procedimento estético queridinho por muitos que querem deixar a cútis mais lisinha e iluminada!

Confira essa dica:

Peeling de diamante

“Peeling de diamante
Trata-se de um peeling físico, promovendo uma microesfoliação da pele.
Entre os principais objetivos do procedimento estão à remoção das células mortas que fica na epiderme, camada superior da pele.
Além de estimular a produção do colágeno, o procedimento em si também afina a pele, ótimo para a absorção dos ativos de cosméticos utilizados na sessão bem como uso do home care.
A esfoliação promovida pelo peeling de diamante renova a camada celular da pele, alterando a aparência e o toque.
Indicado para tratar manchas superficiais – as chamadas melanoses, que estão localizadas na epiderme, nas rugas finas que agem suavizando as linhas de expressão, nos poros dilatados, melhorando seu aspecto. Pode também ser realizado antes da extração dos comedões na limpeza de pele, facilitando aqueles cravos mais difícil de sair.
O peeling de diamante pode ser feitos em pessoas com qualquer tonalidade de pele e até mesmo nas bronzeadas. Neste caso, o bronzeado será removido junto com a pele superficial.
Após a sessão, a pele fica levemente avermelhada e pode descamar levemente durante alguns dias.
São necessárias de 5 a 10 sessões, variando de acordo com a necessidade e desejo do cliente.
É recomendada a suspensão do uso de ácidos, de 24 a 48 horas antes do procedimento, por serem componentes que deixam a pele mais sensível.
É importante o uso do filtro solar que proteja contra radiação UVA e UVB, com reaplicação de, no mínimo, quatro em quatro horas após o procedimento, principalmente nos dias de sol e também maquiagem para proteção da luz artificial.”

Catia Miranda

Estetica Facial


Resveratrol: um brinde a vida!

2 de julho de 2017 | Ana Carolina Antunes

O Resveratrol é uma fitoalexina, ou seja, uma enzima produzida por plantas para trabalhar na defesa delas contra o ataque de bactérias e fungos.

Presente em grande quantidade  nas uvas ( principalmente as escuras, da especie Vitis rotundifolia, conhecidas como muscadine, com maior concentração nas cascas) e seus derivados, como o vinho, sendo um excelente assunto para os dias de frio, em que seu consumo pode aumentar!

Ele também é  encontrado nas ostras, amendoim, amora, nozes, mirtilo e, por isso, desde sempre consumimos esta substância, sem saber de suas maravilhosas propriedades!

O resveratrol é um polifenol, com ações: antioxidante, anti-inflamatória, cardioprotetora, antiviral e age na prevenção do câncer.

Os benefícios dessa molécula vão além: prometem aumentar a longevidade tanto quanto ou até mais que os exercícios físicos e a restrição alimentar. Ela é encontrada em grande quantidade nas uvas, tanto na semente quanto na casca da fruta. Quanto mais escura for a cor do vinho ou do suco de uva, mais resveratrol a bebida tem.

Conheça alguns beneficios já estão comprovados pela ciência, promovidos pelo resveratrol:

  • Reduz a produção de LDL (o colesterol ruim ou de baixa densidade) pelo fígado.-
  • Aumenta a produção de HDL (o bom colesterol ou de alta densidade) pelo fígado;-
  • Redução das chances do indivíduo em desenvolver doenças cardiovasculares como: o infarto do miocárdio, AVC.-
  • Atua na prevenção do câncer. Foi identificado que o resveratrol consegue inibir uma proteína que está diretamente ligada à proliferação de células tumorais: a NF Kappa B;-
  • Inibir a produção da proteína beta amiloide que está ligada ao desenvolvimento do Alzheimer.-
  • Ativa determinados genes reguladores, presentes em diferentes partes do organismo e que protegem-no de várias doenças;-
  • Pode atuar como um antiestrogênico, ou seja, desativar genes regulados pelos estrogênios, ajudando a eliminar determinados tipos de câncer;-
  • Tem efeitos anti-inflamatórios;-
  • Em experimentos com ratos foram descobertos efeitos benéficos anticancerígenos, anti-envelhecimento, anti-inflamatórios, antifibróticos, hipocolesterolemiantes e outros relacionados à saúde cardiovascular;-
  • In vitro, atua sobre objetivos moleculares múltiplos e tem efeitos positivos sobre as células da pele, o sistema digestivo e a próstata;-
  • Em doses altas, diminui significativamente o nível de açúcar no sangue;-
  • Em animais de experimentação melhora a capacidade física;-
  • Causa um aumento da oxidação de ácidos graxos, biogênese e respiração mitocondriais, gliconeogênese, ou seja, tem propriedades neuroprotetoras.

O vinho tinto é o tipo de vinho que mais concentra resveratrol na sua composição. Isso se deve ao fato de este conter mais polifenóis que o vinho branco. Durante o processo de fabricação do vinho tinto, a casca da uva fica mais tempo em contato com as outras substâncias, como o álcool, do que durante a fabricação do vinho branco, e é na casca da fruta que o resveratrol está presente.

Quando as uvas são fermentadas por diversas semanas ou mais, elas liberam os flavonoides que evoluem para moléculas mais complexas como o resveratrol.

A má notícia é que essa fermentação não acontece por igual em todos os vinhos modernos. Hoje sugere-se que os grandes benefícios da bebida possam estar restritos a um modo de produção mais tradicional e caseiro.

Ainda, muitos especialistas acreditam que é um erro beber vinho achando que ele fará bem para a saúde. O álcool, mesmo em quantidades moderadas, está associado a diversos problemas de saúde, inclusive o câncer. Até o momento, essas evidências negativas são muito mais fortes que qualquer benefício que o resveratrol possa trazer.

Contudo, além do vinho, ele pode ser obtido através do consumo dos alimentos que o contem, como o suco de uva integral, usando cascas e sementes, que também oferece uma alta quantidade da substancia.

O amendoim possui cerca de metade da quantidade de resveratrol encontrada no vinho tinto. O mirtilo, também conhecido como blueberry ou uva-do-monte, também possui a substância, apesar de ser menos de 10% do contido nas uvas.

O resveratrol não é nenhum tipo de substancia “mágica” que irá curar as pessoas de todos os males, mas pode ser um suplemento natural diário a ser considerado na rotina diária de pessoas que procuram uma melhor qualidade de vida.

Dra Ana Carolina Antunes

Dermatologista 

 

 

 

 


Tanorexia: você sabe o que é?

29 de maio de 2017 | Ana Carolina Antunes

Você já ouviu falar da tanorexia?

É uma transtorno obsessivo por estar bronzeado; doença caracterizada peleo vívio ao sol, acomete principalmente mulheres entre 20 e 40 anos. Transtorno psicológico, mais comum em pessoas com baixa autoestima, que dão muita importância à sua imagem e que sofrem de ansiedade

As pessoas que sofrem esse transtorno, nunca estão satisfeitas com o seu tom de pele e fazem de tudo, até mesmo arriscar a vida, para ficarem mais bronzeadas.

No verão, os portadores da doença abusam do sol, sem o uso de qualquer proteção e, no inverno, utilizam de forma illegal, compulsiva e incontrolada as sessões de bronzeamentos artificiais (que estão proibidas para uso estetico). Isso leva frequentemente a queimaduras da pele, envelhecimento precoce, manchas e ainda o câncer da pele.

À semelhança das pessoas que sofrem de anorexia, que nunca se veem como magras, mesmo quando assim estão; também muitos dos que sofrem de tanorexia nunca se consideram suficientemente bronzeados, mesmo que exibam uma pele exageradamente pigmentada pelo sol.

A tanorexia pode levar `a transtornos graves de pele e psicológicos, exigindo tratamento com psicoterapia e algumas vezes medicamentoso, uma vez que a exposição solar está diretamente ligada a liberação de endorfinas, podendo dessa forma o indivíduo apresentar abstinência se não for conduzido adequadamente.

Dra Ana Carolina Antunes

Dermatologista